Corpo de vigilante assassinado em Barras é exumado após pedido de investigação da morte

O corpo está sendo desenterrado na manhã desta quinta-feira, com o objetivo de construir mais informações para conclusão do assassinato.

O vigilante Silvestre Sousa foi assassinado com tiros na cabeça no centro de Barras. Foto: reprodução

 O vigilante Silvestre Sousa foi assassinado com tiros na cabeça no centro de Barras. Foto: reprodução

A Polícia Civil solicitou à Prefeitura de Barras e à família do vigilante Silvestre Sousa permissão para exumar o corpo. A vítima foi assassinada o no dia 01 de maio deste ano na Rua Taumaturgo de Azevedo.

O corpo está sendo desenterrado na manhã desta quinta-feira, com o objetivo de construir mais informações para conclusão do assassinato. Um suspeito do crime, identificado como Ian, já havia sido preso.

O vigilante foi assassinado com disparo de arma de fogo na região da cabeça. Segundo uma testemunha, ele foi morto por dois indivíduos numa motocicleta.

Silvestre fazia a vigilância dos comércios daquela região da rua Taumaturgo de Azevedo. Era muito conhecido por circular em uma moto durante toda a noite, ele deixou uma esposa e um filho.

Com informações do Longah

Mais de Geral